Produtos Certificados

Traje à Vianesa

História

O Traje à Vianesa é um produto múltiplo, composto por um conjunto de peças, todas manufacturadas artesanalmente na região do Minho (Camisa, Colete, Saia, Avental, Algibeira, Meias e Chinelas à excepção dos lenços do pescoço e da cabeça), cujo resultado final se deve à correcta combinação entre elas e ao modo como os adornos em ouro o enfeitam e sublinham.

Enquadramento Geográfico

Afife


Saia vermelha com finas riscas verticais pretas e brancas; avental onde predomina o vermelho, camisa branca com mangas largas e compridas, com bordados a branco, colete vermelho, com “rigor” preto bordado; algibeira com bordados simples. meias lisas sem abertos, chinelas pretas lisas, lenço (lã) da cabeça de fundo em amarelo canário e o do peito em cor laranja, ambos com franjas de lã. (CE pág.. 154 e 155).



Areosa


Saia com grandes listas vermelhas separadas por riscas finas e verticais pretas e/ou brancas e ainda amarelas, verdes ou azuis, cós do avental pode apresentar- se liso ou bordado; colete vermelho com o “rigor” preto, camisa branca, bordados (a azul claro ou a azul forte); lenços (lã) quer o da cabeça quer o do peito, têm fundo vermelho e franjas de lã; meias brancas rendadas; chinelas pretas lisas. Também é usual serem em camurça ( CE pág.. 156 e 157).



Santa Marta de Portuzelo


Saia - a parte tecida é relativamente simples, vermelha com listas pretas; avental de “campo” vermelho “bordado” com puxados; o cós do avental tanto pode apresentar- se liso como bordado; colete vermelho com “rigor” preto ou de cor escura, exuberantemente bordado; algibeira bordada a algodão, lã, vidrilhos, missangas e lantejoulas; lenço (lã) de cabeça e peito geralmente de campo vermelho podendo ser também utilizados lenços de fundo amarelo e laranja (ao peito, já que os de cabeça são sempre vermelhos): camisa bordada a azul claro ou azul; meias brancas rendadas; chinelas pretas lisas (com ou sem laço) ou bordadas a branco ou cores (CE pág.. 158 e 159).



Geraz do Lima


Saia com listas pretas e verdes; avental com motivos geométricos ou florais, com quadro decorado a puxados em que a cor predominante é o verde ou o preto (fundo); colete verde com “rigor” preto e com bordados; lenços (lã) de peito e cabeça de fundo verde; camisa bordada a verde nas ombreiras, punhos e colarinho; meias rendadas; chinelas pretas lisas; pode ou não usar algibeira (CE pág.. 160 e 161).



Traje azul escuro – “Traje de dó”


Difere deste padrão o caso de Afife, cujo traje escuro é igual ao vermelho, apenas substituindo as cores utilizadas (o vermelho pelo azul). Saia preta com riscas finas brancas; (e por vezes de outras cores – verde seco, amarelo torrado, roxo, azul, mas discretas); avental com quadro decorado a puxados em que as cores predominantes são o preto (fundo), o roxo, o verde e o amarelo; colete azul com parte inferior preta e algibeira ricamente bordados a algodão, lã, missangas, lantejoulas e vidrilhos; lenços de peito e cabeça de fundo escuro (preto, castanho, azul escuro) com predominância de cores como o roxo, lilás, amarelo torrado e verde seco; camisa bordada a azul; meias rendadas; chinelas pretas, lisas ou bordadas a branco (CE pág.. 162 e 163).



Outros casos


Nas freguesias de Perre, Outeiro, Meadela, Serreleis e Cardielos os trajes ali usados aproximam-se mais da tipologia de Santa Marta de Portuzelo enquanto o de Carreço, corresponde a uma mistura das tipologias de Afife e de Santa Marta de Portuzelo. Distinguem-se por pormenores pouco significativos, tais como: Perre e Outeiro, por exemplo, utilizam muito preto na tecelagem das suas saias e os seus coletes ostentam menos bordados que os de Santa Marta de Portuzelo; Carreço borda o seu colete apenas a vidrilhos, missangas e lantejoulas, sendo que apanha o lenço por dentro da camisa desenhando um decote (“à moda” de Afife); Cardielos e Serreleis apresentam, por vezes, “forros” de saias cujo bordado é extremamente desenvolvido e exuberante, com cores vibrantes…. No entanto, todas estas subcategorias do Traje à Vianesa – Viana do Castelo não apresentam, por si só, motivos suficientemente diferenciadores para que sejam consideradas nas tipologias principais. Antes, seguem em praticamente tudo, o padrão da tipologia de Santa Marta de Portuzelo. Os de São Lourenço da Montaria, Amonde e Freixieiro de Soutelo, freguesias mais a norte do concelho de Viana do Castelo que fazem fronteira com a Serra de Arga, também não fogem ao padrão de Santa Marta de Portuzelo, apenas se diferenciando pela variedade de cores base utilizadas no seu traje – vermelho, azul-forte, verde e azul-escuro. Freixieiro de Soutelo utiliza apenas o traje vermelho, mas diferencia-se pelo uso de lenço de campo amarelo na cabeça.



Artesãos Certificados

Marta Prozil 258824984
Maria da Conceição Pimenta 258822155 / 911031757
Rosalina Silva - Vila Maria 964662546

Documentação

Desde 2017

Traje à Vianesa

História

O Traje à Vianesa é um produto múltiplo, composto por um conjunto de peças, todas manufacturadas artesanalmente na região do Minho (Camisa, Colete, Saia, Avental, Algibeira, Meias e Chinelas à excepção dos lenços do pescoço e da cabeça), cujo resultado final se deve à correcta combinação entre elas e ao modo como os adornos em ouro o enfeitam e sublinham.

Enquadramento Geográfico

Afife


Saia vermelha com finas riscas verticais pretas e brancas; avental onde predomina o vermelho, camisa branca com mangas largas e compridas, com bordados a branco, colete vermelho, com “rigor” preto bordado; algibeira com bordados simples. meias lisas sem abertos, chinelas pretas lisas, lenço (lã) da cabeça de fundo em amarelo canário e o do peito em cor laranja, ambos com franjas de lã. (CE pág.. 154 e 155).



Areosa


Saia com grandes listas vermelhas separadas por riscas finas e verticais pretas e/ou brancas e ainda amarelas, verdes ou azuis, cós do avental pode apresentar- se liso ou bordado; colete vermelho com o “rigor” preto, camisa branca, bordados (a azul claro ou a azul forte); lenços (lã) quer o da cabeça quer o do peito, têm fundo vermelho e franjas de lã; meias brancas rendadas; chinelas pretas lisas. Também é usual serem em camurça ( CE pág.. 156 e 157).



Santa Marta de Portuzelo


Saia - a parte tecida é relativamente simples, vermelha com listas pretas; avental de “campo” vermelho “bordado” com puxados; o cós do avental tanto pode apresentar- se liso como bordado; colete vermelho com “rigor” preto ou de cor escura, exuberantemente bordado; algibeira bordada a algodão, lã, vidrilhos, missangas e lantejoulas; lenço (lã) de cabeça e peito geralmente de campo vermelho podendo ser também utilizados lenços de fundo amarelo e laranja (ao peito, já que os de cabeça são sempre vermelhos): camisa bordada a azul claro ou azul; meias brancas rendadas; chinelas pretas lisas (com ou sem laço) ou bordadas a branco ou cores (CE pág.. 158 e 159).



Geraz do Lima


Saia com listas pretas e verdes; avental com motivos geométricos ou florais, com quadro decorado a puxados em que a cor predominante é o verde ou o preto (fundo); colete verde com “rigor” preto e com bordados; lenços (lã) de peito e cabeça de fundo verde; camisa bordada a verde nas ombreiras, punhos e colarinho; meias rendadas; chinelas pretas lisas; pode ou não usar algibeira (CE pág.. 160 e 161).



Traje azul escuro – “Traje de dó”


Difere deste padrão o caso de Afife, cujo traje escuro é igual ao vermelho, apenas substituindo as cores utilizadas (o vermelho pelo azul). Saia preta com riscas finas brancas; (e por vezes de outras cores – verde seco, amarelo torrado, roxo, azul, mas discretas); avental com quadro decorado a puxados em que as cores predominantes são o preto (fundo), o roxo, o verde e o amarelo; colete azul com parte inferior preta e algibeira ricamente bordados a algodão, lã, missangas, lantejoulas e vidrilhos; lenços de peito e cabeça de fundo escuro (preto, castanho, azul escuro) com predominância de cores como o roxo, lilás, amarelo torrado e verde seco; camisa bordada a azul; meias rendadas; chinelas pretas, lisas ou bordadas a branco (CE pág.. 162 e 163).



Outros casos


Nas freguesias de Perre, Outeiro, Meadela, Serreleis e Cardielos os trajes ali usados aproximam-se mais da tipologia de Santa Marta de Portuzelo enquanto o de Carreço, corresponde a uma mistura das tipologias de Afife e de Santa Marta de Portuzelo. Distinguem-se por pormenores pouco significativos, tais como: Perre e Outeiro, por exemplo, utilizam muito preto na tecelagem das suas saias e os seus coletes ostentam menos bordados que os de Santa Marta de Portuzelo; Carreço borda o seu colete apenas a vidrilhos, missangas e lantejoulas, sendo que apanha o lenço por dentro da camisa desenhando um decote (“à moda” de Afife); Cardielos e Serreleis apresentam, por vezes, “forros” de saias cujo bordado é extremamente desenvolvido e exuberante, com cores vibrantes…. No entanto, todas estas subcategorias do Traje à Vianesa – Viana do Castelo não apresentam, por si só, motivos suficientemente diferenciadores para que sejam consideradas nas tipologias principais. Antes, seguem em praticamente tudo, o padrão da tipologia de Santa Marta de Portuzelo. Os de São Lourenço da Montaria, Amonde e Freixieiro de Soutelo, freguesias mais a norte do concelho de Viana do Castelo que fazem fronteira com a Serra de Arga, também não fogem ao padrão de Santa Marta de Portuzelo, apenas se diferenciando pela variedade de cores base utilizadas no seu traje – vermelho, azul-forte, verde e azul-escuro. Freixieiro de Soutelo utiliza apenas o traje vermelho, mas diferencia-se pelo uso de lenço de campo amarelo na cabeça.



Documentação

COVID-19

Com o propósito de mitigar a propagação e o impacto da COVID-19 e tendo em consideração as recomendações por parte da Direção Geral da Saúde, a.CERTIFICA não irá realizar visitas técnicas aos produtores nas próximas semanas, pelo que todas as UPA’s que detenham certificações cuja validade se encontra a terminar, as mesmas permanecerão válidas até ao próximo dia 31 de Julho. Saber mais